CONHECIMENTO TRADICIONAL E USOS DO UMBUZEIRO (Spondias tuberosa Arruda) POR COMUNIDADES RURAIS DO SEMIÁRIDO, PARAÍBA, NORDESTE, BRASIL

Rogério Paodjuenas, Gabriela Maciel Costa, Ernane Nogueira Nunes, Flávia Oliveira Paulino, Reinaldo Farias Paiva Lucena

Resumo


O umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda), pertencente à família Anacardiaceae, é uma das espécies nativas de maior importância para o semiárido brasileiro. O presente estudo registrou o conhecimento tradicional desta espécie por moradores de cinco comunidades rurais da Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram estudadas as comunidades de São Francisco (Cabaceiras), Coelho (Remígio), Várzea Alegre (São Mamede), Capivara (Solânea) e Santa Rita (Congo), utilizando questionário semiestruturado. Foram entrevistados todos os chefes de família de todas as residências. Na comunidade São Francisco foram registradas 255 citações de uso, em Coelho 64 citações, em Várzea Alegre 68 citações, em Santa Rita 208 citações e em Capivara 339 citações, totalizando 934 citações. As categorias mais relevantes em todas as comunidades foram a alimentícia (146 citações em São Francisco, 38  em Coelho, 52 em Várzea Alegre, 154 em Capivara e 136 em Santa Rita) e forragem (65 citações em São Francisco, 13 em Coelho, 12 em Várzea Alegre, 91 em Capivara e 40 em Santa Rita). Em Várzea Alegre e Santa Rita a utilização do fruto in natura esteve presente em 59,62% e 38,97% das citações, respectivamente. Para a categoria forragem, registraram-se os usos das folhas e frutos, representando nas comunidades de Capivara (26,84%), São Francisco (25,49%) e Coelho (20,31%). Nas comunidades São Francisco, Capivara e Santa Rita as mulheres conhecem mais sobre os usos da espécie do que os homens, sendo, respectivamente, 60,00%, 53,40% e 51,54%. Já nas comunidades de Várzea e Coelho, os homens mostraram ter um conhecimento maior que as mulheres, sendo 51,47% e 51,56% respectivamente. As populações das comunidades demonstraram que S. tuberosa é de extrema importância para o seu dia-a-dia devido aos variados usos e categorias atribuídas à espécie.


Palavras-chave


Caatinga; comunidades agrícolas; etnobotânica

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANTES, P. M.; SOUSA, R. F.; LUCENA, C. M.; LUCENA, R. F. P.; PEREIRA, D. D. Aviso de chuva e de seca na memória do povo: O caso do Cariri Paraibano. Revista de Biologia e Farmácia, Campina Grande, v. 5, n. 2. p. 18-24, 2011.

ALBUQUERQUE, U. P.; ANDRADE, L. H. C. Uso de recursos vegetais da caatinga: o caso do agreste do Estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil). Interciência, v.27, p. 336–345, 2002.

ALBUQUERQUE, U. P.; ANDRADE, L. H. C. Conhecimento botânico tradicional e conservação em uma área de caatinga no estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Acta Botânica Brasílica, v. 16, p. 273–285, 2002b.

ALBUQUERQUE, U. P.; ANDRADE, L. H. C. Uso de recursos vegetais da Caatinga: o caso do agreste do Estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil). Interciência, v. 27, p. 336-345, 2002a.

ALBUQUERQUE, U. P.; ANDRADE, L. H. C.; SILVA, A. C. O. Use of plant respources in a seasonal dry forest (Northeastern Brazil). Acta Botanica Brasilica, v. 19, n.1, p. 27-38, 2005.

ALBUQUERQUE, U. P.; LUCENA, R. F. P.; ALENCAR, N. L. Métodos e técnicas para coleta de dados etnobiológicos. in: ALBUQUERQUE, U.P.; LUCENA, R.F.P.; CUNHA, L.V.F.C. (eds.), Métodos e técnicas na pesquisa etnobiológica e etnoecológica. Núcleo publicações em ecologia e etnobotânica aplicada (NUPEEA), Recife, Brasil, p. 39-64, 2010, 559 p.

ARÉVALO-MARÍN, E.; FARIAS LIMA, J. R.; PALMA, A. R. T.; LUCENA, R. F. P.; DA CRUZ, D. D. Traditional Knowledge in a Rural Community in the Semi-Arid Region of Brazil: Age and gender patterns and their implications for plant conservation. Ethnobotany Research and Applications, v. 14, p. 331-344, 2015.

BARRETO, L. S.; CASTRO, M. S. Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável do umbu. Florianópolis: Embrapa - Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2010. 35 p.

BASTOS, J. S.; MARTINEZ, E. A.; SOUZA, S. M. A. Características físico-químicas da polpa de umbu (Spondias tuberosa Arruda Camara) comercial: Efeito da concentração. Journal of Bioenergy and Food Science, v. 3, n. 1, p. 11-16, 2016.

BATISTA, F. R. C. SILVA, S. M.; SANTANA, M. F. S.; CAVALCANTE, A. R. O umbuzeiro e o Semiárido brasileiro. Campina Grande, PB, Editora: INSA – Instituto do Semiárido Brasileiro, 2015, 72 p.

BERNARDES, N. As caatingas. Estudos Avançados, São Paulo, vol. 13, n. 35, p.69-78, 1999.

BORGES, S. V.; MARTINS, M. L. A.; MESQUITA, K. S.; FERRUA, F. Q.; CAVALCANTI, N. D. B. Efeito de aditivos sobre a cor durante o armazenamento de doces de umbu (Spondias tuberosa Arr. Câmera) verde e maduro. Alimentos e Nutrição. v. 22, n. 2, p. 307-313, 2011.

CAVALCANTI, N. B.; LIMA, J. B.; RESENDE, G. M.; BRITO, L. T. L. Ciclo reprodutivo do umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) no semiárido do Nordeste, Revista Ceres, v. 47, n. 272, p.421-439 2000a.

CAVALCANTI, N. B.; RESENDE, G. M.; BRITO, L. T. L. (2000b) Processamento do fruto do imbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.). Ciência. Agrotecnologia. Lavras, v. 24, n. 1, p.252-259.

CAVALCANTI, N. B.; RESENDE, G. M. Ocorrência de xilopódio em plantas nativas de imbuzeiro. Revista Caatinga, v.19, n.3, p.287-293, 2006.

COSTA, F. R. B.; SILVA, M. M. A.; ARAÚJO, V. S. Uso sustentável do umbuzeiro: estratégia de convivência com o semiárido. Campina Grande: INSA, 15p.: il. 2015.

COSTA, N. P.; BRUNO, R. L. A.; SOUZA, F. X.; LIMA, E. D. P. A. Efeito do estádio de maturação do fruto e do tempo de pré-embebição de endocarpos na germinação de sementes de umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal – SP. v. 23, n. 3, p. 738-741, 2001.

COUTINHO, P. C. Importância relativa de plantas medicinais no semiárido da Paraíba (Nordeste do Brasil). Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Ciências Biológicas). Centro de Ciências Agrárias, 2013.

FERRAZ, J. S. F.; ALBUQUERQUE, U. P.; MEUNIER, I. M. J. Valor de uso e estrutura da vegetação lenhosa às margens do Riacho do Navio, Floresta, PE, Brasil. Acta Botanica Brasilica. v.20, n. 1, p. 125-134, 2006.

FIGUEIREDO, G. M.; LEITÃO-FILHO, H. F.; BEGOSSI, A. Ethnobotany of atlantic forest coats communities: diverity of plants use in Gamboa (Itacuruçá Island, Brazil). Human Ecology. v. 21. p. 419-430, 1993.

GALEANO, G. Florest use at the Pacific Coast Chocó, Colombia: a quantitative Approach. Economic Botany. v. 54, n. 3, p. 358-376, 2000.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Brasileiro de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

LIMA FILHO, J. M. P. Ecofisiologia do umbuzeiro. In: Spondias no Brasil: umbu, cajá e espécies afins. Recife: IPA. p. 31-39, 2008.

LIMA, E. D. P.; LIMA, C. A. A.; ALDRIGUE, M. L.; GONDIM, P. J. S. Caracterização física e química dos frutos da umbu-cajazeira (Spondias spp) em cinco estádios de maturação, da polpa congelada e néctar. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v. 24, n. 2, p. 338-343, 2002.

LINS NETO, E. M. F.; PERONI, N.; ALBUQUERQUE, U. P. Traditional knowledge and management of Umbu (Spondias tuberosa, Anacardiaceae): an endemic species from the semi–arid region of Northeastern Brazil. Economic Botany, v. 64, n. 1, p. 11-21, 2010.

LUCENA, C. M.; COSTA, G. G. S.; CARVALHO, T. K. N.; GUERRA, N. M.; QUIRINO, Z. G. M.; LUCENA, R. F. P. Uso e conhecimento de cactáceas no município de São Mamede (Paraíba, Nordeste do Brasil). Biofar, Volume especial, p. 121-133, 2012.

LUCENA, C. M. Uso e diversidade de Cactáceas em uma comunidade rural do Cariri Oriental da Paraíba (Nordeste do Brasil). Trabalho de conclusão de Curso (Bacharel em Ciências Biológicas) Centro de Ciências Agrárias. Universidade Federal da Paraíba, 2013.

LUCENA, C. M.; COSTA, G. G. S.; CARVALHO, T. K. N.; GUERRA, N. M.; QUIRINO, Z. G. M.; LUCENA, R. F. P. Uso e conhecimento de cactáceas no município de São Mamede (Paraíba, Nordeste do Brasil). Biofar, Volume especial, p. 121-133, 2012.

LUCENA, R. F. P.; ALBUQUERQUE, U. P.; ALMEIDA, C. F. C. B. R.; FLORENTINO, A. T. N.; FERRAZ, J. S. F. Plantas úteis da região semiárida do Nordeste do Brasil - Um olhar sobre a sua conservação e uso sustentável. Environ monit assess. v. 125, p. 281–290, 2007.

LUCENA, R. F. P.; ALBUQUERQUE, U. P.; ALMEIDA, C. F. C. B. R.; FLORENTINO, A. T. N.; FERRAZ, J. S. F. Plantas úteis da região semiárida do Nordeste do Brasil - Um olhar sobre a sua conservação e uso sustentável. Environ monit assess. v. 125, p. 281–290, 2007.

MAIA, G. N. Caatinga: árvores e arbustos. Leitura & Arte Ed. São Paulo, p. 354-363, 2004.

MERTENS, J.; GERMER, J.; SIQUEIRA FILHO, J. A.; SAUERBORN, J. Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae), a threatened tree of the Brazilian Caatinga?. Brazilian Journal of Biology, v. 77, n. 3, p. 542-552, 2017.

MITCHELL, J. D.; DALY, D. C. A revision of Spondias L. (Anacardiaceae) in the Neotropics. PhytoKeys, n. 55, p. 1, 2015.

MOURA, F. T.; SILVA, S. M.; SCUNEMANN, A. P. P.; MARTINS. Umbu tree fruit stored under modified and ambient atmospheric conditions at different maturity stages. Revista Ciência Agronômica, v. 44, n. 4, p. 764-772, 2013.

NASCIMENTO, V. T.; LUCENA, R. F. P.; MACIEL, M. I. S.; ALBUQUERQUE, U. P. Knowledge and use of wild food plants in areas of dry seasonal forests in Brazil. Ecology of food and nutrition, v. 52, n. 4, p. 317-343, 2013.

NUNES, A. T.; CABRAL, D. L. V., AMORIM, E. L. C., DOS SANTOS, M. V. F., ALBUQUERQUE, U. P. Plants used to feed ruminants in semi-arid Brazil: A study of nutritional composition guided by local ecological knowledge. Journal of Arid Environments, v. 135, p. 96-103, 2016.

NUNES, A. T.; LUCENA, R. F. P.; SANTOS, M. V. F.; ALBUQUERQUE, U. P. Local knowledge about fodder plants in the semi-arid region of Northeastern Brazil. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, v. 11, n. 1, p. 12, 2015.

NUNES, E. N.; GUERRA, N. M.; ARÉVALO-MARÍN, E; ALVES, C. A. B.; NASCIMENTO, V. T.; CRUZ, D. D.; LADIO, A. H.; SILVA, S. M.; OLIVEIRA, R. S.; LUCENA, R. F. P. Local botanical knowledge of native food plants in the semiarid region of Brazil. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, v. 14, n. 49, p. 1-13, 2018.

OLER, J. R. L.; AMOROZO, M. C. M. Ethnobotany and on farm conservation of cassava (Manihot esculenta Crantz) in small scale agriculture in the State of Mato Grosso, Brazil. Interações (Campo Grande), v. 18, n. 4, p. 137-153, 2017.

RIBEIRO, J. E. S. A Hipótese da aparência ecológica e importância de plantas úteis: Testando diferentes valores de uso. (Trabalho de conclusão de curso, Ciências Agrárias). Bananeiras, Universidade Federal da Paraíba, 2013.

SAMEH, S.; AL-SAYED, E.; LABIB, R. M.; SINGAB, A. N. A Phytochemical and Pharmacological Review. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, v. 2018, 2018.

SANTOS, C. A. F.; RODRIGUES, M. A.; ZUCCHI, M. I. Variabilidade genética do umbuzeiro no Semi-Árido brasileiro, por meio de marcadores AFLP. Pesquisa Agropecuária Brasileira. v. 43, n. 8, p. 1037-1043, 2008.

SANTOS, M. M. O. Aspectos morfoanatômicos e fisiológicos de plantas jovens de amburana (Amburana cearensis (Fr. All. A. C. Smith) e umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Com.). 90 f. Tese (Doutorado Acadêmico em Recursos Genéticos Vegetais)- Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2015.

SILVA, A. Q.; SILVA, H.; SILVA, H, M. M.; CARDOSO, E. A. Estado nutricional de plantas de umbu (Spondias tuberosa Arr. Cam.) e absorção de NPK pelos frutos por ocasião da colheita. Revista Brasileira de Fruticultura. Cruz das Almas, v. 13, n. 4. p. 259-263, 1991.

SILVA DO Ó, K. D.; SILVA, G. H.; LEITE, I. A. Estudo etnobotânico de plantas medicinais em duas comunidades no Estado da Paraíba, Brasil. Biodiversidade, v. 15, n. 2, 2016.

SILVA-LUZ, C. L.; PIRANI, J. R. 2015. Anacardiaceae in: Lista de Espécies da Flora do Brasil para 2020. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: .

SIQUEIRA, S.; MICHELL, E.; FÉLIX‐SILVA, J.; ARAÚJO, L. M. L.; FERNANDES, J. M.; CABRAL, B.; FREITAS FERNANDES‐PEDROSA M. Spondias tuberosa (Anacardiaceae) leaves: profiling phenolic compounds by HPLC‐DAD and LC–MS/MS and in vivo anti‐inflammatory activity. Biomedical Chromatography, v. 30, n. 10, p. 1656-1665, 2016.

SOUSA, R. F. A aparência ecológica pode explicar a utilização de espécies úteis em uma comunidade rural na região do Paraibano? (Monografia em Licenciatura – Ciências Biológicas) - Departamento de Biologia. Universidade Federal da Paraíba, 2011.

SOUZA, V. C.; LORENZI, H. Botânica Sistemática. 3ª edição, Instituto Plantarum. Nova Odessa, 2012.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. Ed. Artmed, Porto Alegre. p. 309-334, 2004.

TURINI, E. Umbu (fruto). Companhia Nacional de Abastecimento. Disponível em:. Acesso em: 8 ago de 2017.

VIU, A. F. M.; OLIVEIRA, M. A.; OLIVEIRA CAMPOS, L. Z. Etnobotânica: uma questão de gênero?. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 5, n. 1, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v4i1.199

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ethnoscientia

ISSN 2448-1998

www.ethnoscientia.com