A VISÃO ETNOECOLÓGICA QUE JOVENS EM FORMAÇÃO ESCOLAR TÊM SOBRE OS ANFÍBIOS E A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA CONSERVAÇÃO DESTES ANIMAIS

Lucas Ferrante, Carina Fernanda Veiga

Resumo


Os anfíbios são os animais mais ameaçados entre os vertebrados e no Brasil são registrados vários declínios e extinções para estes animais. Entre as principais ameaças, estão perda e fragmentação de hábitats, expansão da agricultura, poluição, doenças e mudanças climáticas. Esforços conservacionistas bem-sucedidos integram a comunidade em seus planos de ação, entretanto, os anfíbios geralmente são vistos pela sociedade como animais venenosos e transmissores de doenças, muitas vezes associados à bruxaria ou superstições. Neste trabalho, nós avaliamos a percepção etnoecológica que alunos de uma turma do ensino médio têm sobre os anfíbios anuros, verificando como estes animais são vistos. Após a avaliação, realizamos uma intervenção de educação ambiental para desmistificar os mitos e lendas que rondam estes animais, com a finalidade de estimular um caráter ecológico e conservacionista em alunos que antes tinham uma visão negativa. Com resultados bem-sucedidos, nossos dados indicam ser possível mudar a visão estigmatizada que a sociedade tem sobre esses animais e conscientizar para a conservação deste grupo.


Palavras-chave


anfíbios; anuros; educação ambiental; conservação; etnobiologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALISAL, M. R. et al. Pilgrimages and spiritual quests in Japan. Londres: Taylor & Francis, 2007.

ANGULO, A.; GRIFFITHS, J. Amphibia. In: BAILLIE, J. E. M. et al. (eds.). Evolution lost: status and trends of the world’s vertebrates. Londres: Zological Society of London, 2010.

AZEVEDO-RAMOS, C.; LA MARCA, E.; HOOGMOED, M.; REICHLE, S. Rhaebo guttatus. The IUCN Red List of Threatened Species 2010: e.T54658A11183165. Disponível em: . Acesso em 29 mar. 2019.

BOLAÑOS, F. et al. Amphibians of the neotropical realm. In: STUART, S et al. (eds.). Threatened amphibians of the world. Arlington: Conservation International, 2008. p. 92-105.

CASCUDO, L. C. Contos tradicionais do Brasil. São Paulo: Global, 2004.

CORTÉS-GOMEZ A. M. et al. Ecological functions of Neotropical amphibians and reptiles: a review. Universitas Scientiarum, v. 20, p. 229-245, 2015.

COX, N. et al. Why save amphibians? In: In: STUART, S et al. (eds.). Threatened amphibians of the world. Arlington: Conservation International, 2008. p. 23-29.

DUELLMAN, W. E; TRUEB, L. Biology of amphibians. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1996.

ERSPAMER, V. et al. Pharmacological studies of ‘Sapo’ from the frog Phyllomedusa bicolor skin: a drug used by the Peruvian Matses Indians in shamanic hunting practices. Toxicon, v. 31, n. 9, p. 1099-1111, 1993.

FERRANTE, L. Research, ethnobiology and environmental education: integrated actions and strategies for amphibian conservation in Brazilian agricultural landscapes. FrogLog, v. 24, n. 1, p. 30-34, 2016a.

FERRANTE, L. Estratégias para a conservação da herpetofauna por meio de educação ambiental e etnobiologia em fazendas certificadas e áreas rurais. Herpetologia Brasileira, v. 5, n. 1, p. 3-4, 2016b.

FERRANTE, L. Proceratophrys boiei (smooth horned frog) reproduction. Herpetological Review, in press. 2019.

FERRANTE, L.; NAJAR, T. De girinos a sapos: Instituto Boitatá incentiva jovens a se tornarem futuros cientistas para a conservação da herpetofauna na Amazônia. Herpetologia Brasileira, v. 5, n. 2, p. 27, 2016.

FERRANTE, L. et al. The Matrix Effect: how agricultural matrices shape forest fragment structure and amphibian composition. Journal of Biogeography, v. 44, p. 1911-1922, 2017a. DOI:10.1111/jbi.12951

FERRANTE, L. et al. Multiple strategies for revealing the Amazonian amphibians: environmental education and conservation actions in Amazonian Forest. Frog Log, v. 25, n. 2, p. 29-30, 2017b.

FERRANTE, L. et al. The local extinction of tree frog Scinax caldarum. Herpetological Journal, in press, 2019a.

FERRANTE, L. et al. The third consecutive year of Save The Frogs Day in the Brazilian Amazon and the experience of working with environmental education. Frog Log, in press, 2019b.

GORMAN, P. People of the jaguar: shamanic hunting practices of Matses. Shaman's Drum, v. 21, p. 40-50, 1990.

HADDAD, C. F. B.; TOLEDO, L. F.; PRADO, C. P. A.; LOEBMANN, D.; GASPARINI, J. L.; SAZIMA, I. Guide to the amphibians of the Atlantic Forest: diversity and biology. São Paulo: Anolis Books, 2013.

IUCN. Lithobates catesbeianus. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T58565A53969770. Disponível em . Acesso em: 9 maio 2019.

IUCN. The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2015-4. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2019.

JARED, C.; ANTONIAZZI, M. M.; VERDADE, V. K.; TOLEDO, L. F.; RODRIGUES, M. T. The Amazonian toad Rhaebo guttatus is able to voluntarily squirt poison from the paratoid macroglands. Amphibia-Reptilia, v. 32, p. 546-549, 2011.

JENSEN, E. Evaluating children’s conservation biology learning at the Zoo. Conservation Biology, v. 28, p. 1004-1011, 2013.

LEITE, C. Cobras e sapos: esses bichos malditos! Um estudo sobre a relação entre saberes populares e saberes acadêmicos na educação ambiental. 2004. Dissertação – Universidade do Porto, Porto, 2004.

NAJAR, T.; FERRANTE, L. The journey of life of the tiger-striped leaf frog Callimedusa tomopterna (Cope, 1868): notes of sexual behaviour, nesting and reproduction in the Brazilian Amazon. Herpetology Notes, v. 11, p. 531-538, 2018.

PONTES-DA-SILVA, E.; PACHECO, M. L. T.; PEQUENO, P. A. C. L. FRANKLIN, E.; KAEFER, I. L. Attitudes towards scorpions and frogs: a survey among teachers and students from schools in the vicinity of an Amazonian protected area. Journal of Ethnobiology, v. 36, n. 2, p. 395-411, 2016.

RAVEN, G. Encyclopedia of Wicca & witchcraft. Woodbury: Llewellyn Publications, 1951.

SILVANO, D. L. et al. Anfíbios e répteis. In: RAMBALDI, D. M.; OLIVEIRA, D. A. S. (orgs.), Fragmentação de ecossistemas: causas, efeitos sobre a biodiversidade e recomendações de políticas públicas. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005. p. 183-200.

WELLS, K. D. The ecology and behavior of amphibians. Chicago: University of Chicago Press, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v4i1.216

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ethnoscientia

ISSN 2448-1998

www.ethnoscientia.com