AQUARELAS ORIGINAIS DE JOÃO BARBOSA RODRIGUES NA REGIÃO AMAZÔNICA: OS CAMINHOS PERCORRIDOS ATÉ O RETORNO AO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO

Lin Chau Ming

Resumo


Neste trabalho são relatados os caminhos que percorreram nove aquarelas originais de João Barbosa Rodrigues, produzidos na Amazônia entre 1823 a 1825, passando pela cidade de Nova York, até o retorno ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro, do qual foi diretor entre 1890-1909. Barbosa Rodrigues é considerado um dos principais botânicos da flor amazônica numa época em que pouco se estudava a região e seus trabalhos mostram, além de aspectos botânicos das plantas estudadas, sua habilidade em desenhos bem detalhados e seu interesse na inclusão de populações nos locais por onde transitou. São apresentados detalhes pessoais e familiares de alguns de seus descendentes e como isso facilitou esse processo de retorno das obras, além de mostrar uma descrição das aquarelas.


Palavras-chave


Desenhos históricos; Brasil Colonial; etnografia; etnobotânica histórica

Texto completo:

PDF

Referências


Ferreira, L.M.; Noelli, F.S. João Barbosa Rodrigues precursor da etnoclassificaçãao na arqueologia amazônica. Amazônica – Revista de Antropologia, Belém, v. 1, n. 1, p. 68-95, 2009.

Guerra, G.A.D. Imagens do estatuário da Igreja de Nossa Senhora de Pompéia, em Manhattan, Nova York, nos Estados Unidos da América. Fragmentos de Cultura, Belém, v. 21, n. 2, p. 329-359, 2011.

Ihering, H.V. João Barbosa Rodrigues. Revista do Museu Paulista, São Paulo, Typographia do Diário Oficial, v. 8, p. 23-37, 1911.

Mori, S.A.; Castaño-Ferreira, F. A distinguished Brazilian botanist, João Barbosa Rodrigues (1842-1909), Brittonia, v. 39, n. 1, p. 73-85, 1987.

Peixoto, A.L.; Guedes-Bruni, R.R.; Haverroth, M.; Silva, J.M. Saberes e práticas sobre plantas: a contribuição de Barbosa Rodrigues. Revista Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 5(supl.), p. 22-30, 2012.

Porto, J.C. Histórico do Museu Botânico do Amazonas. Vellosia, Rio de Janeiro, v. 1, p.61-80, 1891.

Rodrigues, J.B. Exploração e estudo do Valle do Amazonas. Rio de Janeiro: Typhographia Nacional, 1875, 52p.

Rodrigues, J.B. Genera et species orchidearum novarum quas sollegit, descripsit et iconibus illustravit. Rio de Janeiro: Imprimerie de C. et H. Fleiuss, 1877, 77p.

Rodrigues, J.B. Hortus fluminensis, ou breves notas sobre as plantas cultivadas no Jardim Botânnico do Rio de Janeiro para servir de guia aos visitantes. Rio de janeiro: Typh. De G. Leuzinger & Filhos, 1893, 457p.

Rodrigues, J.B. Hortus fluminensis. Revista do Serviço Público, v. 111, n. 4, p. 209-224, 1983.

Rodrigues, J.B. Ídolo amazônico, achado no rio Amazonas. Rio de Janeiro: Typhographia Nacional, 1875, 17p.

Rodrigues, J.B. Poranduba amazonense, ou kochiyma-uara porandub 1872-1882. Rio de Janeiro: Typh. De G. Leuzinger & Filhos, 1890.

Rodrigues, J.B. Sertum Palmarum Brasiliensium: relation des palmiers nouveaux du Brésil. 2 vol. Bruxeles: Imprimerie Veuve Monnom, 1903.

Sá, M.R. O botânico e o mecenas: João Barbosa Rodrigues e a ciência no Brasil na segunda metade do século XIX. História, Ciência, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 8(Supl.), p. 899-924, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v5i1.306

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Ethnoscientia

ISSN 2448-1998

www.ethnoscientia.com