Imagem para capa

RELAÇÃO ENTRE HUMANOS E PRIMATAS (Sapajus sp.) ÀS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO, NORDESTE, BRASIL

Wallace Pinto Batista, Eraldo Medeiros Costa Neto, Noemi Spagnoletti

Resumo


As frequentes alterações dos habitats naturais promovidas pelo ser humano aumentam sua proximidade com a fauna silvestre, favorecendo, entre outras coisas, interações entre humanos e primatas não humanos. A etnoprimatologia estuda essas interações, levando em consideração que elas ocorrem há bastante tempo. É importante compreender as percepções e atitudes dos moradores do bairro Vila Nobre, na cidade de Paulo Afonso, Estado da Bahia, em relação aos macacos-prego-galego (Sapajus sp.) para esclarecer os fatores socioambientais dessa relação. Assim, o presente estudo objetiva caracterizar as percepções e atitudes dos moradores em relação a recente ocorrência dos macacos-prego-galego, visando à identificação de conflitos e suas possíveis causas. O estudo foi realizado através de entrevistas semiestruturada e conversas informais com os moradores do local, entre maio de 2012 e julho de 2015. Os entrevistados foram pessoas residentes no bairro desde sua infância. Todos os entrevistados afirmam que estes macacos não ocorriam no bairro, mas começaram a ser avistados a partir do ano de 2011. A maioria dos entrevistados (95,4%) associa o aparecimento dos macacos às plantações de frutíferas. Os macacos invadem os pomares, alimentando-se de todos os itens cultivados, e quando não satisfeitos, passam a invadir as residências em busca de comida, fato este que tem levado uma pequena parcela dos moradores (14,2%) a adotar medidas agressivas para com os macacos. Todos os moradores entrevistados consideram os macacos-prego-galego importantes para a natureza. As interações entre a população humana e a população de macacos-prego-galego são pacificas, os sentimentos positivos se sobressaem aos negativos. Portanto, o cenário é favorável à adoção de educação ambiental que vise à proteção do macaco-prego-galego e de seu habitat, bem como a proteção dos moradores e suas residências, proporcionando melhorias na relação de convivência entre humanos e primatas.


Palavras-chave


etnoprimatologia; conflitos; educação

Texto completo:

Wallace et al. 2017

Referências


BATISTA, W. P. Densidade e tamanho da população de Cebus sp. (ERXLEBEN, 1777) no cânion do rio São Francisco, Delmiro Gouveia, Alagoas, Brasil. 53f. Trabalho de Monografia, Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Paulo Afonso, 2008.

BIQUAND, S.; BOUG, A.; BIQUAND-GUYOT, V.; GAUTIER, J. P. Management of commensal baboons in Saudi Arabia. Revista de Ecologia da Terra e da Vida. 49, 213-222, 1994.

BRASIL. Livro vermelho da fauna brasileira ameaçada de extinção 1. ed. Brasília, DF: MMA; Belo Horizonte, MG: Fundação Biodiversitas, 2008.

BRASIL. Tratado de Educação Ambiental para sociedades sustentáveis e responsabilidade global. Brasília: Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Educação, 2005.

DAY, R. L.; LALAND, K. N.; ODLING-SMEE, J. Rethinking adaptation: the nicheconstruction prerspective. Perspectives in Biology and Medicine. 46(1), 80-95, 2003.

DIEGUES, A. C. 2000. Etnoconservação da natureza: enfoques alternativos. In Diegues, A. C. Etnoconservação: novos rumos para a conservação da natureza. São Paulo: Editora HUCITEC, 2003.

ENGEMAN, R. M.; LABORDE, J. E.; CONSTANTIN, B. U.; SHWIFF, S. A.; HALL, P.; DUFFINEY, A.; LUCIANO, F. The economic impacts to commercial farms from invasive monkeys in Puerto Rico. Crop Protection 29: 401-405, 2010.

FUENTES, A. Human-Nonhuman primate interconnections and their relevance to anthropology. Ecological and Environmental Anthropology. 2 (2): 1-11, 2006.

FUENTES, A. Ethnoprimatology and the anthropology of the human-primate interface. Annual Review of Anthropology. 41, 101-117, 2012.

HOFFMAN, T. S.; O’RIAIN, M. J. The spatial ecology of Chacma baboons (Papio ursinus) in a human-modified environment. International Journal of Primatology. 32, 308-328, 2011.

ISABIYE-BAUSTA, G. M.; LWANGA, J. S. Primate populations and their interactions with changing habitats. International Journal of Primatology. 29, 35-48, 2008.

LOUSA, T. C. Influências dos alimentos antrópicos no comportamento e ecologia de macacos-prego. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento). Universidade de Brasília, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Instituto de Psicologia, Brasília, 2013.

MCKINNEY, T. The effects of provisioning and crop-raiding on the diet and foraging activities of human-commensal white-faced capuchins (Cebus capucinus). American Journal of Primatology, 448, 439-448, 2011.

MONTENEGRO, M. M. V. 2011. Ecologia de Cebus flavius (Schreber, 1774) em remanescentes de Mata Atlântica no estado da Paraíba, 131 f. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Piracicaba, 2011.

MOORE, R. S.; NEKARIS, K. A.; ESCHMANN, C. Habitat use by Western purplefaced langurs Trachypithecus vetulus nestor (Colombinae) in a fragmented suburban landscape. Endangered Species Research. 12, 227-234. 2010.

REIS, R. R. do A. Paulo Afonso e o sertão baiano: sua geografia e seu povo. 1. ed. Paulo Afonso: Fonte Viva, 2006.

RILEY, E. P.; TOLBERT, B.; FARIDA, W. R. Nutritional content explains the attractiveness of cacao to crop raiding tolkean macaques. Current Zoology. 59(2), 1-16, 2013.

RILEY, E. P. Ethnoprimatology: toward reconciliation of biology and cultural anthropology. Ecological and Environmental Anthropology, 2(2), 75-86, 2006.

RYNALDS, A. B.; MITTERMEIER, R. A.; RODRÍGUEZ-LUNA, E. A species list for the New World Primates (Platyrrhini): distribution by country, endemism, and conservation status according to the MaceLande System. Neotropical Primates 3 supl., 111-160, 1995.

ROSS, C. Primate pests: crop damage and human perceptions in Nigeria. Palestra proferida no XXIII Congresso Internacional de Primatologia, Kyoto – Japão, 09 set. 2010.

SABBATINI, G.; STAMMATI, M.; TAVARES, M. C. H.; VISALBERGHI, E. Behavioral flexibility of a group of barded capuchin monkeys (Cebus libidinosus) in the National Park of Brasília (Brazil): consequences of cohabitation with visitors. Brazilian Journal of Biology. 68(4), 685-693. 2008.

SABBATINI, G.; STAMMATI, M.; TAVARES, M. C. H.; GIULIANI, V; VISALVERGHI, E. Interactions between humans and capuchin monkeys (Cebus libidinosus) in the Parque Nacional de Brasília, Brazil. Applied Animal Behaviour Science. 97, 272-283. 2006.

SAITO, C. H.; BRASILEIRO, L.; ALMEIDA, L. E.; TAVARES, M. C. H. Conflitos entre macacos-prego e visitantes no Parque Nacional de Brasília: possíveis soluções. Sociedade & Natureza. 22(3): 515,524. 2010.

SIEMERS, B. M. Seasonal variation in food resource and forest strata use by brown capuchin monkeys (Cebus apella) in a disturbed forest fragment. Folia Primatologica 71: 181-184. 2000.

SILVA, M. S. Primeira ocorrência do sapajus flavius (schreber, 1774) em áreas de caatingas do são francisco e a influência da expansão urbana sobre suas populações, nordeste do brasil 12 f. Dissertação de mestrado, Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Paulo Afonso. 2013.

SPRAGUE, D. S. Monkeys in the backyard: encroaching wildlife and rural communities in Japan. In: FUENTES, A.; WOLFE, L. D. (Eds.). Primates face to face: the conservation implications of human-nonhuman primate interconnections. Cambridge: Cambridge University Press. 2002.

STRUM, S. C. The developing of primate raiding: implications of management and conservation. International Journal of Primatology 31(1): 133-156, 2010.

VAN DOOREN, T; ROSE, D. B. Storied-places in a multispecies city. Humanimalia. 3(2), 1-27, 2012.

YDENBER, R. C; BROWN, J. S; STEPHENS, D. W. Foraging: an overview. In: STEPHENS, D. W.; BROWN, J. S.; YDENBERG. R. C. (Eds.). Foraging: behavior and ecology. Chigaco: The University of Chicago Press. 2007. p. 1-28.




DOI: http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v2i1.49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Ethnoscientia - Brazilian Journal of Ethnobiology and Ethnoecology

ISSN 2448-1998

www.ethnoscientia.com