Imagem para capa

CONHECIMENTO ECOLÓGICO LOCAL E PERCEPÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS POR MORADORES DA ZONA RURAL SOBRE RIACHOS E PEIXES DA BACIA DO ALTO RIO TOCANTINS, GOIÁS, BRASIL

Hugo de Oliveira Barbosa, Mateus França de Souza, Luciana de Souza Ondei, Fabrício Barreto Teresa

Resumo


Diante da crescente influência das ações humanas insustentáveis sobre a biodiversidade, é de extrema urgência intensificarmos os esforções de conservação para revertermos os impactos ecológicos negativos. Para isso, é necessário o desenvolvimento de mais ferramentas para lidar de forma eficaz com as questões ambientais. Recentemente, o conhecimento ecológico local e a capacidade de percepção das mudanças ambientais por populações que vivem em contato direto com a natureza tem ganhado destaque na comunidade científica. Logo, esse conhecimento contribui de forma complementar com as pesquisas ecológicas convencionais. Assim, nesse estudo investigamos o conhecimento e a percepção de moradores da zona rural residentes próximos a riachos da sub-bacia do rio Santa Teresa, bacia do Alto Tocantins, em relação aos impactos ambientais sobre os riachos e os peixes. O estudo foi realizado com moradores da zona rural na região Norte de Goiás, abrangendo os municípios de Formoso, Mara Rosa, Montividiu do Norte e Trombas. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com questionário semi-estruturado, abordando o atual cenário ambiental local, as opções de uso da terra e a ictiofauna local. As informações obtidas foram analisadas sob uma perspectiva qualitativa e quantitativa. Em geral, os entrevistados percebem as mudanças ambientais e os principais impactos que causaram a perda da integridade ambiental regional, afetando os riachos. Também, destacaram a diminuição e/ou desaparecimento de algumas espécies de peixes. Além disso, demonstraram ter conhecimento ecológico relacionado à preferência de habitats, comportamento alimentar e dieta dos peixes. Este estudo evidenciou o valor do conhecimento ecológico das populações rurais do norte de Goiás. Os resultados podem ser utilizados para melhorar a pesquisa e gestão ambiental na região, bem como para aumentar a colaboração entre os gestores, pesquisadores e a população local.


Palavras-chave


Biodiversidade aquática; Brasil Central; Cerrado; Conservação ambiental; Etnoictiologia

Texto completo:

Barbosa et al. 2017

Referências


ALBUQUERQUE, U. P.; SILVA, J. S.; CAMPOS, J. L. A.; SOUSA, R. S.; SILVA, T. C.; ALVES R. R. N. The current status of ethnobiological research in Latin America: gaps and perspectives. Journal of ethnobiology and ethnomedicine, v. 9, p. 72, 2013.

ALLAN, J. D. Landscapes and riverscapes: the influence of land use on stream ecosystems. Annual Review of Ecology, Evolution, and Systematics, v. 35, n. 1, p. 257–284, 2004.

ALMEIDA, G. L. A.; RAMOS, M. A.; ARAÚJO, E.L.; BALDAUF, C.; ALBUQUERQUE, U.P. Human perceptions of landscape change: The case of monodominant forest of Attalea speciosa Mart. ex Spreng (Northeast Brazil). Ambio, v. 45, n. 4, p. 458-467, 2016.

ALVES, R. R.; SOUTO, W. M. Ethnozoology in Brazil: current status and perspectives. Journal of ethnobiology and ethnomedicine, v. 7, n. 1, p. 22, 2011.

ANDRADE, D. C.; ROMEIRO, A. R. Serviços ecossistêmicos e sua importância para o sistema econômico e o bem-estar humano. IE/UNICAMP, n. 155, 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2014.

AZEVEDO-SANTOS, V. M.; COSTA-NETO, E. M.; LIMA-STRIPARI, N. Concepção dos pescadores artesanais que utilizam o reservatório de Furnas, Estado de Minas Gerais, acerca dos recursos pesqueiros: um estudo etnoictiológico. Biotemas, v. 23, n. 4, p. 135–145, 2010.

BARBOSA, H. O. Determinantes ambientais da ictiofauna de riachos e conhecimento ictiológico tradicional dos ribeirinhos da região norte de Goiás. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado), Universidade Estadual de Goiás (UEG), Anápolis.

BARBOZA, R. S. L.; PEZZUTI, J. C. B. Etnoictiologia dos pescadores artesanais da Resex Marinha Caeté-Taperaçu, Pará: aspectos relacionados com etologia, usos de hábitat e migração de peixes da família Sciaenidae. Sitientibus série Ciências Biológicas, v. 11, n. 2, p. 133–141, 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2014.

BARROS, F. B. Etnoecologia da pesca na reserva extrativista Riozinho do Anfrísio – Terra do Meio, Amazônia, Brasil. Amazônica, v. 4, n. 2, p. 286-312, 2012.

BEGOSSI, A. Ecologia Humana. In: BEGOSSI, A. (Org.) Ecologia de Pescadores da Mata Atlantica e da Amazonia. São Paulo: Hucitec: Nepam/Unicamp: Nupaub/USP: Fapesp, p. 13–36, 2004.

BERKES, F.; COLDING, J.; FOLKE, C. Rediscovery of traditional ecological knowledge as adaptive management. Ecology applications, v. 10, p. 1251–1262, 2000. Disponível em: . Acessado em: 20 nov. 2014.

BORGES, P. P.; TERESA, F. B.; MARTINS, P. T. DE A.; NABOUT, J. C. Relative influence of direct and indirect environmental effects on sestonic chlorophyll-a concentration in Cerrado streams. Acta Limnologica Brasiliensia v. 27, n. 3, p. 301 – 310, 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2015.

BRAGA, A. L. C.; POMPEU, P. S.; CARVALHO, R. F.; FERREIRA, R. L. Dieta e crescimento de Synbranchus marmoratus (Bloch, 1975) (Pisces, Synbranchiformes) durante período de pré-estivação em uma lagoa marginal da bacia do São Francisco, Minas Gerais. Revista Brasileira de Zoociências, v. 10, n. 2, p. 133 – 138, 2008.

CALÓ, C. F. F.; SCHIAVETTI, A.; CETRA, M. Local ecological and taxonomic knowledge of snapper fish (Teleostei: Actinopterygii) held by fishermen in Ilhéus, Bahia, Brazil. Neotropical Ichthyology, v. 7, n. 3, p. 403 – 414, 2009.

CARVALHO, F. R.; MALABARBA, L. R.; LENZ, A. J.; FUKAKUSA, C. K.; GUIMARÃES, T. DE F. R.; SANABRIA, J. A. F.; MORAES, A. C. de. Ictiofauna da estação agronômica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Sul do Brasil: composição e diversidade. Revista Brasileira de Biociências, v. 10, n. 1. p. 26 – 47, 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2015.

CARVALHO, R. A.; TEJERINA – GARRO, F. L. Relationships between taxonomic and functional components of diversity: implications for conservation of tropical freshwater fishes. Freshwater Biology, v. 60. n. 9. p. 1854 – 1862, 2015.

CASATTI, L.; CASTRO, R. M. C. Testing the ecomorphological hypothesis in a headwater riffles fish assemblage of the rio São Francisco, southeastern Brazil. Neotropical Ichthyology v. 4 n. 2, p. 203 – 214, 2006.

CHARNLEY, S.; FISCHER, A. P.; JONES, E. T. Integrating traditional and local ecological knowledge into forest biodiversity conservation in the Pacific Northwest. Forest Ecology and Management, v. 246, n. 1, p. 14–28, 2007.

CORRÊA, F.; PIEDRAS, S. R. N. Alimentação de Cyphocharax voga (Hensel, 1869) (Characiformes, Curimatidae) no arroio Corrientes, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Biotemas, v. 21, n. 4, p. 117 – 122, 2008.

COSTA, P.G.; RIVA, P.B.; OBARA, A.T.; SUZUKI, H.I.; TAKEMOTO, R.M. Saberes etnoecológicos dos pescadores artesanais e alunos da planície alagável do alto rio Paraná. Revista eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, vol. especial, 2014.

COSTA-NETO, E. M.; MARQUES, J. G. W. Etnoictiologia dos pescadores artesanais de Siribinha, município de Conde (Bahia): aspectos relacionados com a etologia dos peixes. Acta Scientiarum, v. 22, n. 2, p. 553–560, 2000. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2014.

CRIST, E.; MORA, C.; ENGELMAN, R. The interaction of human population, food production, and biodiversity protection. Science, v. 356, n. 6335, p. 260–264, 2017. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2017.

DORIA, C. R. C.; ARAÚJO, T. R. DE; SOUZA, S. T. B. DE; TORRENTE-VILARA, G. Contribuição da etnoictiologia à análise da legislação pesqueira referente ao defeso de espécies de peixes de interesse comercial no oeste da Amazônia Brasileira, Biotemas. v. 21, n. 2, p. 119–132, 2008.

DORIA, C.R.C.; LIMA, M.A.L.; SANTOS, A.R.; SOUZA, S.T.B.; SIMÃO, M.O.A.R.; CARVALHO, A.R. O uso do conhecimento ecológico tradicional de pescadores no diagnóstico dos recursos pesqueiros em áreas de implantação de grandes empreendimentos, Desenvolvimento e meio ambiente, v. 30, p. 89-108, 2014.

FRASER, D. J.; COON, T.; PRINCE, M. R.; DION. R.; BERNATCHEZ, L. Integrating Traditional and Evolutionary Knowledge in Biodiversity Conservation: a Population Level Case Study. Ecology and Society, v. 11, n. 2, 2006.

GOMES, L. C.; GOLOMBIESKI, J. I.; GOMES, A. R. C.; BALDISSEROTTO, B. Biologia do jundiá Rhamdia quelen (Teleostei, Pimelodidae). Ciência Rural, Santa Maria, v. 30, n. 1, p. 179 – 185, 2000.

HONDA, E. M. S. Alimentação e reprodução de Pseudocurimata gilberti (Quoy & Gaimard, 1824) do Rio Cachoeira, Paraná, Brasil. 1979. 89 f. Dissertação (Universidade Federal do Paraná), Paraná, Brasil.

HOLMLUND C. M.; HAMMER, M. Ecosystem services generated by fish population. Ecological Economics, v. 29. p. 253 – 268, 1999.

HORN, M. H. Feeding and digestion. In: EVANS, D. H. ed. The physiology of fishes. Boca Raton, CRC. p. 43 – 64, 1998.

HÖFLING, J. C.; FERREIRA, L. I.; RIBEIRO-NETO, F. B.; SANTOS, M. V. S.; MARTINS, T. Alimentação de Apareiodon affinis e Geophagus brasiliensis na represa de Jaguarí-Jacareí, SP, Brasil. Bioikos, v. 15, n. 1, p. 7 – 10, 2001.

INFANTE, D. M.; ALLAN, J. D. Response of Stream Fish Assemblages to Local-Scale Habitat as Influenced by Landscape: A Mechanistic Investigation of Stream Fish Assemblages. American Fisheries Society, n. 73, 2010.

LOPES, P. F. M.; SILVANO, R.; BEGOSSI, A. Da biologia a etnobiologia - taxonomia e etnotaxonomia, ecologia e etnoecologia. In: ALVES, R. R. N.; SOUTO, W. M. S.; MOURÃO, J. S. (Orgs.) A Etnozoologia no Brasil: Importância, Status atual e Perspectivas. Recife: NUPEEA, 2010. p. 69 - 94.

LOUREIRO, V. E.; HAHN, N. S. Dieta e atividade alimentar da traíra, Hoplias malabaricus (Bloch, 1794) (Osteichtyes, Erythrinidae), nos primeiros anos de formação do reservatório de Segredo-Paraná. Acta Limnológica Brasiliensia, v. 8, p. 195 – 205, 1996.

LOWE-MCCONNELL, R. H. Estudos ecológicos de comunidades de peixes tropicais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1999.

MARQUES, J. G. W. “Do canto bonito ao berro do bode”: percepção do comportamento de vocalização em aves entre camponeses alagoanos. Revista de Etologia, vol. especial, p. 71 – 85, 1998.

MARQUES, J. G. W. Pescando pescadores: ciência e etnociência em uma perspectiva ecológica. 2. ed. NUPAUB/ Fundação Ford, São Paulo, 2001.

MAZZONI, R.; COSTA, L. D. S. Feeding Ecology of Stream-Dwelling Fishes from a Coastal Stream in the Southeast of Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology, v. 50, n. 4, p. 627 – 635, 2007.

MAZZONI, R.; MORAES, M.; REZENDE, C. F.; MIRANDA, J. C. Alimentação e padrões ecomorfológicos das espécies de peixes de riacho do alto rio Tocantins, Goiás, Brasil. Série Zoologia, v. 100, n. 2, p. 162–168, 2010.

MEIRELLES, E. M. L.; FERREIRA, E. A. B.; TOKARSKI, D. J. Caracterizaçao regional. In: FERREIRA E. A. B.; TOKARSKI, D. J. (Orgs.) Bacia Hidrográfica do Alto Tocantis Retratos e Reflexões. ECODATA. WWF – Brasil. p. 102. 2007.

MIRANDA, J. C.; MAZZONI, R. Composição da Ictiofauna de três riachos do alto rio Tocantins -GO. Biota Neotropica, v. 3, n. 1, p. 1–11, 2003. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

MIRANDA, J. C.; MAZZONI, R. Estrutura e persistência temporal da comunidade de peixes de três riachos do Alto Rio Tocantins, GO. Biota Neotropica, v. 9, n. 4, p. 71–78, 2009. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

MOURA, F. B. P.; MARQUES, J. G. W. Conhecimento de pescadores tradicionais sobre a dinâmica espaço-temporal de recursos naturais na Chapada Diamantina, Bahia. Biota Neotropica, v. 7, n. 3, 2007. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2014.

MOURÃO, J. DA S.; NORDI, N. Principais critérios utilizados por pescadores artesanais na taxonomia folk dos peixes do estuário do rio Mamanguape, Paraíba, Brasil. Interciencia, v. 27, n. 11, p. 607–612, 2002.

MOURÃO, J. S.; NORDI, N. Etnoictiologia de pescadores artesanais do estuário do rio Mamanguape, Paraíba, Brasil. Boletim do Institudo da Pesca, v. 29, n. 1, p. 9–17, 2003. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2014.

MORRIL, W. T. Ethnoichthyology of the Cha-Cha. Ethnology, v. 6, p. 405 – 417, 1967.

NUNES, D. M.; HARTZ, S. M.; SILVANO, R. A. M. Conhecimento ecológico local e científico sobre os peixes na pesca artesanal no Sul do Brasil. Boletim do Instituto da Pesca, v. 37, n. 3, p. 209–223, 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2014.

OLIVEIRA, N. A. S. A educação ambiental e a percepção fenomenológica, através de mapas mentais. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 16, p. 32 – 46, 2006.

PAZ, V. A.; BEGOSSI, A. Ethnoichthyology of Gaiviboa fishermen of Sepetiba Bay, Brazil. Journal of ethnobiology, v. 16, n. 2, p. 157–168, 1996. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2014.

PEREIRA, R. A. C.; RESENDE, E. K. Alimentação de Gymnotus cf carapo (Pisces: Gymnotidae) e suas relações com a Fauna Associada às Macrófitas Aquáticas no Pantanal, Brasil. Embrapa, Boletim de Pesquisa e Desenvolviento, Corumbá, MS, 2006.

PORCHER, L. C. F.; POESTER, G.; LOPES, M.; SCHONHOFEN, P.; SILVANO, R. A. M. Percepção dos moradores sobre os impactos ambientais e as mudanças na pesca em uma lagoa costeira do litoral sul do Brasil. Boletim do Instituto da Pesca, v. 36, n. 1, p. 61–72, 2010. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2014.

RAMIRES, M.; CLAUZET, M.; BARRELLA, W.; ROTUNDO, M. M.; SILVANO, R. A. M.; BEGOSSI, A. Fishers’ knowledge about fish trophic interactions in the southeastern Brazilian coast. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, v. 11, n. 19, 2015. Disponível em: https://ethnobiomed.biomedcentral.com/articles/10.1186/s13002-015-0012-8. Acessado em: 10 jul. 2017.

RAMIRES, M.; CLAUZET, M.; BEGOSSI, A. Folk taxonomy of fishes of artisanal fishermen of Ilhabela (São Paulo/Brazil). Biota Neotropica, v. 12, n. 4, 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2014.

RODRIGUES, M.L.; MALHEIROS, T.F.; FERNANDES, V.; DARÓS, T.D. A percepção ambiental como instrumento de apoio na gestão e na formulação de políticas públicas ambientais. Saúde e sociedade, v. 21, supl. 3, p.96-110, 2012. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2017.

ROTH, N. E.; ALLAN, J. D.; ERICKSON, D. L. Landscape influences on stream biotic integrity assessed at multiple spatial scales. Landscape Ecology, v. 11, n. 3, p. 141–156, 1996.

SANTOS-FITA, D.; COSTA-NETO, E. M. As interações entre os seres humanos e os animais: a contribuição da etnozoologia. Biotemas, v. 20, n. 4, p. 99 – 110, 2007.

SILVA, C. P. D. Alimentação e distribuição espacial de algumas espécies de peixes do igarapé do Candirú, Amazonas, Brasil. Acta Amazonica, v. 23, n. 2, p. 271 – 285, 1993.

SILVA JUNIOR, V.; SANTOS, B. A. Using environmental perception and local knowledge to improve effectiveness of an urban park in Northeast Brazil. Ethnobiology and conservation, v.6, n.2, 2017.

SILVA, D. M. A.; TERESA, F. B. Response of fish communities to intense drought in Brazilian savanna streams. Rev. Ambient. Água, v. 12, n. 4, p. 618 – 628, 2017.

SOARES – PORTO, L. M. Dieta e ciclo diurno de atividade alimentar de Pimelodella lateristriga (Osteichthyes, Siluroidei) no rio Ubatiba, Maricá, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Biologia, v. 54, p. 451 – 458, 1994.

STEVENSON, B. M. G. Traditional knowledge and Sustainable Forest Management. Sustainable Forest Managenment Network, p. 18, 2005.

TERESA, F. B.; SOUZA, L. S. DE; SILVA, D. M. A. DA; BARBOSA, H. O.; LIMA, J. D.; NABOUT, J. C. Environmental constraints structuring fish assemblages in riffles: evidences from a tropical stream. Neotropical Ichthyology, v. 14, n. 3, 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2016.

TOLEDO, V. M.; BARRERA-BASSOLS, N. A etnoecologia: uma ciência pós-normal que estuda as sabedorias tradicionais. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 20, p. 31–45, 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2015.

TURNER, W. R.; BRANDON, K.; BROOKS, T. M.; COSTANZA, R.; FONSECA, G. A. B. DA; PORTELA, R. Global Conservation of Biodiversity and Ecosystem Services. BioScience, v. 57, n. 10, 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2015.

UPRETY, Y.; ASSELIN, H.; BERGERON, Y.; DOYON, F.; BOUCHER, J. F. Contribution of traditional knowledge to ecological restoration: practices and applications. Ecoscience, v. 19, n. 3, p. 225–237, 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

VANNOTE, R. L.; MINSHALL, G. W.; CUMMINS, K. W.; SEDELL, J. R.; CUSHING, C. E. The River Continuum Concept. Can. J. Fish. Aquat. Sci., v. 37, p. 130–137, 1980.

VIEIRA FILHO, J. E. R.; SILVEIRA, J. M. F. J. DA. Mudança Tecnológica na Agricultura: uma revisão crítica da literatura e o papel das economias de aprendizado. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 50, n. 4, p. 721–742, 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2015.

VILLARES JUNIOR, G. A.; GOITEIN, R. Variations of Salminus hilarii diet (Ostariophysi, Characidae): seasonal and ontogenetic effects. Braz. J. Biol., v. 75, n. 3, p. 574 – 580, 2015.

WINEMILLER, K. O. Ecomorphology of freshwater fishes. Research Exploration, v. 8, n. 3, p. 308 – 327, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v2i1.63

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Ethnoscientia

ISSN 2448-1998

www.ethnoscientia.com